Guia da Faxina: como limpar a casa com mais praticidade e menos esforço

Utilidade | 16-10-2023 | 9 minutos de leitura

Ao pensar em fazer uma faxina completa em casa, é comum procrastinar a tarefa. Como ela envolve muitas atividades, pode surgir a preguiça e o cansaço antecipado, impedindo que você comece a organização desejada. Entretanto, existem formas de tornar a tarefa menos cansativa e mais prática.

O segredo está em ter uma rotina de limpeza, com tarefas que são feitas de maneira frequente. Outra dica é aprender dicas sobre como limpar a casa — conhecer as práticas e produtos corretos pode fazer toda a diferença no tempo gasto e nos resultados obtidos.

Para ajudar você nessa tarefa, preparamos este guia da faxina. Nele, mostramos o passo a passo para limpar a casa com mais praticidade, sem precisar de tanto esforço. Boa leitura!

Liste todas as tarefas necessárias

O ponto de partida para limpar a casa com praticidade é entender todas as tarefas que precisam ser realizadas no dia a dia. Aqui, a ideia não é definir a rotina, frequência e outras questões. O foco é apenas entender quais são as atividades que precisam ser realizadas, a fim de garantir que a casa ficará completamente limpa.

Outra dica relevante é não deixar nada de fora. Mesmo aquelas tarefas que podem ser feitas com longos intervalos precisam compor a lista. Isso porque todas essas informações serão usadas no passo seguinte, beleza? Para facilitar e garantir que você não esquecerá nenhuma tarefa, é possível pode adotar algumas medidas:

  • ande pela casa e analise cada cômodo com atenção, pensando no que pode ser feito em cada um;
  • pesquise listas de tarefas prontas na internet, para ter mais insights;
  • deixe para finalizar a lista após alguns dias, incluindo durante esse período as atividades que você lembrar.

Faça um planejamento completo da faxina

O passo seguinte é ter um planejamento completo sobre como deve ser a rotina de limpeza. A partir da lista de tarefas, separe como deve ser a frequência de cada atividade. Para isso, vale a pena montar uma lista de limpeza diária, semanal, quinzenal e mensal, por exemplo. Veja uma sugestão de como pode ser essa estrutura:

Diário

Nesse cronograma, lista aquelas atividades que precisam ser realizadas diariamente para manter a casa organizada e priorizar o bem-estar de todos. O cuidado diário também é importante para evitar o acúmulo de bagunça e sujeira, que podem dificultar os dias de faxina mais pesada. Aqui, é comum incluir:

  • arrumar as camas;
  • varrer ou aspirar a casa;
  • lavar a louça;
  • retirar o lixo;
  • guardar itens que estejam fora do lugar;
  • limpar o fogão;
  • entre outras.

Semanal

Já o cronograma semanal deve trazer as atividades que não precisam ser feitas com tanta frequência. Veja alguns exemplos:

  • limpar o forno e o interior do microondas;
  • lavar os banheiros;
  • trocas a roupa de cama e as toalhas do banheiro;
  • lavar e estender roupa (embora possa ser mais frequente);
  • passar roupas;
  • limpar a geladeira;
  • tirar o pó de móveis.

Quinzenal

A limpeza quinzenal normalmente envolve tarefas que são intercaladas entre cada semana para evitar um volume muito grande de atividades. Por exemplo:

  • limpar os vidros e telas nas janelas;
  • lavar lixeiras e outros utensílios do tipo;
  • limpar os trilhos das portas e janelas;
  • lavar sacadas, varandas e garagens.

Mensal

Já as tarefas do cronograma mensal são aquelas que não precisam de tanta frequência, mas é importante realizá-las com certa periodicidade para evitar o desenvolvimento de alergias, mofo, conservar móveis, etc. Confira:

  • organizar o interior de armários e guarda-roupas;
  • virar os colchões;
  • limpar o ar-condicionado;
  • limpar os ventiladores;
  • lavar paredes;
  • fazer a limpeza da máquina de lavar roupa;
  • entre outras.

Divida a tarefa com outras pessoas

Um dos grandes problemas da faxina é conseguir lidar com a rotina de limpeza, enquanto precisa realizar outros compromissos, como estudar e trabalhar. Ainda, considerando que é essencial ter momentos de descanso e lazer, os cuidados domésticos podem sobrecarregar a agenda.

Aqui, uma dica fundamental é dividir a tarefa com outras pessoas. Converse com todos os moradores e defina atividades de responsabilidade de cada um, a partir do cronograma definido. Se cada pessoa fizer um pouco, a tendência é que pouco tempo de dedicação diária seja suficiente para manter a casa organizada.

Além disso, a depender da sua rotina e condições financeiras, pode ser o caso de contratar uma pessoa para ajudar — de maneira esporádica ou frequente. Por exemplo, é possível ter alguém para ajudar na faxina semanal, quinzenal ou mensal.

Tenha produtos e equipamentos para a limpeza adequados

Na hora de colocar a mão na massa, é preciso ter bons equipamentos e produtos para facilitar a tarefa. Então mantenha uma lista com os itens necessários para facilitar a conferência e sempre verifique se está tudo em ordem antes de ir ao mercado. Assim, você mantém a despensa completa.

Em relação aos equipamentos, os mais comuns são:

  • vassoura;
  • esfregão;
  • aspirador de pó;
  • rodo;
  • panos de chão;
  • panos multiuso;
  • escovinhas;
  • esponja comum;
  • esponja de aço;
  • luvas de borracha;
  • baldes e bacias;
  • sacos de lixo;
  • borrifadores.

Já em relação aos produtos de limpeza, é comum utilizar:

  • álcool;
  • detergente;
  • sabão em pó;
  • amaciante;
  • desinfetante;
  • água sanitária ou cloro;
  • lustra-móveis, limpadores multiuso e outros itens para os móveis;
  • desengordurantes;
  • limpa-vidros.

Comece pelos últimos cômodos da casa

Sempre que for lidar com mais de um cômodo no dia, comece por aqueles mais distantes da entrada da casa. A dica é importante para que você não precise circular pelos cômodos já limpos enquanto realiza a faxina.

Isso poupa tempo e esforço. Afinal, há menos riscos de levar sujeira, gerando retrabalho ou fazendo com que, ao final do processo, você não fique satisfeito com o resultado. Também fica mais fácil visualizar o que já foi feito e identificar se é preciso dar atenção extra a algum ponto da casa.

Limpe sempre de cima para baixo

Seguindo a mesma ideia da dica anterior, faça a limpeza de cima para baixo. Na prática, isso significa limpar primeiramente as áreas mais elevadas, como teto, paredes, janelas, armários, superfícies de móveis e outros.

O objetivo é simples: evitar que a sujeira que se movimenta no processo de limpeza caia em áreas já limpas. Logo, vá sempre do mais alto para o mais baixo em cada cômodo. Como resultado, você evita retrabalhos, garante um resultado melhor e aproveita maior eficiência na faxina.

Retire o pó dos móveis

A retirada do pó dos móveis é essencial na faxina, já que o excesso de poeira pode causar alergias e outros problemas de saúde nos moradores. Aqui, se a superfície permitir contato com água, utilize um pano úmido. Ele retém as partículas de poeira e evita que elas se espalhem pelo cômodo.

Uma dica para garantir uma faxina adequada é retirar todos os objetos, limpando a superfície e cada item individualmente. Depois, recoloque tudo no lugar. Isso evita que a poeira comece a se acumular em alguns espaços, dificultando a limpeza futura.

Utilize o aspirador de pó no chão, móveis e tapetes

Se a ideia é faxinar com mais praticidade e menos esforço, o aspirador de pó é um grande aliado. Ele facilita todo o processo, sendo projetado para remover as sujeiras de modo eficiente. Não é preciso esfregar ou usar a força.

As partículas também não se espalham pelo ambiente no processo, o que ajuda a manter a melhor qualidade do ar na casa. Ao mesmo tempo, toda a limpeza tende a ser mais rápida com o uso do equipamento, o que torna a faxina menos cansativa.

No caso de tapetes e tecidos, o aspirador também ajuda a retirar sujeiras que nem sempre saem facilmente apenas passando um pano ou vassoura. Ademais, os equipamentos costumam ter diferentes bocais e configurações, permitindo o seu uso em diferentes tipos de superfícies sem causar danos.

Use borrifadores, em vez de baldes

Mais uma dica para facilitar a rotina e ainda ser mais sustentável é utilizar borrifadores, em vez dos tradicionais baldes. O primeiro motivo é que, ao passar pano com balde, a água fica contaminada a partir da segunda lavagem do tecido. Ou seja, no processo, você apenas espalhará as mesmas sujeiras e resíduos pelo piso e outras superfícies.

Outro motivo é que os borrifadores permitem aplicar produtos de limpeza de forma precisa e eficiente, sem desperdício de água e produtos de limpeza. Também é exigido menor esforço físico, já que eles serão mais leves que o balde de água para carregar pela casa.

Por fim, há menos riscos de acabar fazendo mais bagunça durante a faxina. Tropeçar e derrubar o balde, por exemplo, molharia todo o cômodo e exigiria um bom tempo para limpar tudo, certo? Com o borrifador esse risco não existe. Então utilize os baldes apenas quando for realmente necessário.

Tenha panos e produtos para limpeza de vidros e superfícies sensíveis

Um ponto bastante relevante na limpeza é ter cuidado com as superfícies sensíveis. Vidros e outros acabamentos que possam ser arranhados, por exemplo, exigem maior cuidado para não causar danos durante a faxina. Assim, você garante a durabilidade dos móveis e acabamentos.

O uso de produtos específicos para cada tipo de superfície também ajuda a garantir uma limpeza mais profunda e eficiente. Afinal, eles consideram as características de cada item para promover mais facilidade ao usuário.

Evite o acúmulo de bagunças

Essa é uma dica de aplicação contínua, não apenas para o dia de faxina. No dia a dia, evite acumular bagunça pela casa. Isso significa guardar os itens em seus lugares após o uso, evitar deixar muita louça ou roupa acumular antes de lavar e antecipar a realização de tarefas diante de algum imprevisto que aumente a sujeira ou a desordem.

Com esse cuidado, a rotina de limpeza tende a se manter mais simples e rápida, já que não terá um grande acúmulo de coisas para fazer.

Descarte o que não é necessário

Para ajudar na prática da dica anterior, adote como rotina descartar os itens que não são necessários. Muitas vezes, guardamos objetos acreditando que em algum momento ele poderá ser usado.

Porém, o mais comum é que ele passe a ocupar um espaço no imóvel, mas não tenha aplicação no futuro. Portanto, avalie se, de fato, vale a pena guardar o objetivo e, em caso negativo, descarte ou doe.

Saiba como limpar cada cômodo

Por fim, vale aplicar algumas dicas específicas para limpar cada cômodo da casa ou apartamento. Considerando que cada imóvel tem uma estrutura específica, listamos os principais ambientes:

Banheiro

Comece pelo vaso e pela pia, esfregando com uma escova e produtos específicos. Enxágue para finalizar a limpeza e já aproveita para limpar as portas de armários, espelhos e a porta do box. Por fim, recolha o lixo, troque as toalhas e finalize com a limpeza do chão do banheiro com um desinfetante.

Quartos

Arrume a cama e, se for o caso, já faça a troca de lençóis e cobertas. Recolha roupas, sapatos, brinquedos e outros itens que possam estar espalhados e organize todo o espaço. O passo seguinte é limpar as superfícies com um pano úmido e produtos adequados para o tipo de móvel. Por fim, aspire o chão e o tapete, se houver, e finalize passando pano.

Cozinha

Comece lavando a louça e deixando todas as superfícies da cozinha limpas: pia, balcões e fogão. Recolha o lixo, se houver, e passe um pano úmido nas portas dos armários, mesa, cadeira e outras superfícies. Em seguida, troque a toalha da mesa, tapetes e panos de prato, e finalize com a limpeza do chão.

Sala

As salas podem seguir a ordem padrão de organizar itens no lugar e tirar o pó. Em seguida, limpe a televisão e as superfícies de vidro com um produto próprio. Por vim, aspire os tapetes e sofás e limpe o chão.

Área externa

Caso tenha área externa ou de lazer no imóvel, comece varrendo a área para tirar folhas e outras sujeiras maiores. A depender do tipo de piso, passe um pano ou jogue água e esfregue (sempre em pouca quantidade e com balde ou borrifador, não mangueira, para evitar desperdícios).

Seguindo todas essas dicas sobre como limpar a casa, será muito mais fácil fazer a faxina e manter o ambiente sempre limpo e organizado. Portanto, reveja a sua rotina, monte um bom planejamento e conte com as ferramentas certas para auxiliar no seu dia a dia.

Achou este conteúdo útil? Então ajude mais pessoas a terem acesso a essas informações: compartilhe o artigo nas redes sociais!

Compartilhe nosso conteúdo